Skynet é real! Especialista prevê quando o homem-máquina nos substituirá

Vários cientistas já alertaram para os riscos possíveis da inteligência artificial e diversos escritores de ficção científica também imaginaram um planeta futuro dominado por máquinas.
Agora, um futurólogo estabeleceu um prazo determinado para isso acontecer e deu nome à espécie que nos substituirá: o Homo optimus.

Para Ian Pearson, a partir de 2050, o trans-humanismo será algo comum, e as pessoas se tornarão seres evoluídos graças à tecnologia, sendo capazes até de conversar com seus animais de estimação. Pele eletrônica, collants que aumentarão o poder, maquiagem inteligente, monitoramento e reparo nanotecnológico do corpo e dentes substituíveis automaticamente serão parte da realidade cotidiana desses novos habitantes da Terra – seres humanos e também máquinas.

E não apenas nossos descendentes diretos serão diferentes: também seus animais de estimação, que se tornarão mais inteligentes e serão capazes de aprender idiomas para se comunicar com seus donos.

O Homo optimus, segundo Pearson, vai pôr em xeque a noção de identidade, já que o cérebro poderá se conectar a vários computadores e se carregar em diversos corpos. Haverá o fim do “eu”, tal como o conhecemos e o começo de uma raça de androides, o que implicará em mudanças sociais, geo e biopolíticas radicais e ainda impensáveis.