Loucura! Moradores desse vilarejo estão subitamente caindo no sono

Nos últimos ano, um pequeno vilarejo do Cazaquistão vem enfrentando uma “doença” misteriosa, onde os residentes simplesmente caíam no sono aleatoriamente – estivessem caminhando, correndo, estudando ou até mesmo dirigindo. Em alguns casos, as pessoas chegam a passar dias dormindo, e quando acordam não sabem o que aconteceu. Outros, sofrem com alucinações, fadiga e dores de cabeça. Mas o que será que está fazendo com que os moradores durmam?

A “doença do sono” começou a importunar a cidade em março de 2013. Uma publicação do portal ‘IFLScience‘ relata que alguns pesquisadores, incluindo especialistas em distúrbios de sono, enviados para tentar entender o que estava acontecendo, ficaram perplexos e não conseguiram encontrar uma explicação para o caso. Agora, oficiais do governo local anunciaram que minas de urânio, localizadas nas proximidades, podem ser culpadas pelo problema. As minas, que foram fechadas logo após a queda da União Soviética, podem estar fazendo com que os níveis de monóxido de carbono e hidrocarbonetos no ar sejam elevados.

“As minas de carbono foram fechadas há um certo tempo, e existe muita concentração de carbono por lá”, disse o Berdibek Saparbaev, oficial representante do Cazaquistão.

Entretanto, ainda que o monóxido de carbono possa realmente estar causando a misteriosa “doença”, alguns pesquisadores não estão totalmente convencidos.

Claude Piantadosi, pulmonologista do Centro Médico da Universidade Duke, disse ao ‘Wired‘ que ainda que os sintomas sejam coerentes, eles não são especificamente o problema. Ele explica que ainda que o monóxido de carbono possa deixar algum inconsciente, ele é um subproduto da combustão. Então, como uma mina inativa de urânio estaria liberando esse gás? Ele sugere, em contraponto, que outros gases, como o dióxido de carbono, podem estar causando os misteriosos acontecimentos.