Curiosidades

Incríveis e assustadoras megaestruturas esquecidas da URSS

De cidades em alto mar a aceleradores de partículas. Conheça alguns projetos grandiosos da antiga URSS que foram abandonados após seu desmantelamento.

A URSS possuía uma indiscutível “mania de grandeza”, pois construiu várias megaestruturas para os mais diversos fins. Na terra, no mar, no ar e até no espaço. Conheça algumas que atualmente encontram-se abandonadas nos vários países que antigamente compunham o “Império Vermelho”.

1. Radar “Duga”.

Essa grande estrutura de metal fica em Pripyat, na Ucrânia. Levou 5 anos para ser construído e sua missão era a de detectar o lançamento de mísseis balísticos intercontinentais, lançados a partir de qualquer lugar do mundo de imediato pelas forças soviéticas. Foi construído nas proximidades de Chernobyl, a fim desta fornecer eletricidade aos 800 metros de comprimento por 150 de altura que tinha o complexo. Para os aficionados por rádio, nos anos 80, era um enigma ouvir uma emissora de ondas curtas que transmitia uma série de batidas consecutivas, era conhecida como a emissora “Pica-pau ” . O acidente na usina nuclear acabou para sempre com a operação do radar. Havia duas outras estações como esta, uma em Nicolayev e outra em Komsomolsk em Amur. Em sua época, houve um rumor de que o seu objetivo era o controle da mente dos cidadãos, mas uma vez revelada a suas funções, torna-se essa uma afirmação sem qualquer fundamento. 21 3 4

2. Base submarina em Balaklava, Crimeia.

Esta cidade abandonado é um dos segredos da Guerra Fria. Construida em baixo da terra, era uma base militar gigante com capacidade para até 14 submarinos. Construída sob uma colina, e equipados para resistir a uma bomba nuclear de 100 quilotons. Havia uma porta de entrada e do outro lado da colina uma saída, com toda uma rede de diques, canais e docas. Foi construído entre 1953 e 1961, e tiveram que remover toneladas e toneladas de rochas em segredo. Com a dissolução da URSS a base foi entregue à Ucrânia, que abandonou o seu uso. As autoridades ucranianas anunciaram há uma década a sua transformação um museu, que nunca foi construído. Agora que Crimeia tornou-se um território da Federação da Rússia, esta certamente reavaliará os usos para esta obra-prima da engenharia.

567 3. Silos de mísseis em Kekava, Letônia.

Em uma floresta perto de Riga, mas longe de olhares indiscretos, existia uma instalação militar secreta que agora está abandonada. A unidade foi construída em 1964 para armazenar e para ser plataforma de lançamento para mísseis de médio alcance. Toda uma rede de bunkers subterrâneos e passagens ligam os quatro silos. A República da Letônia assumiu o controle após a desintegração soviética, deixando abandonada esta base. Hoje está parcialmente inundado com água. Também há combustível não queimado que pode causar problemas para as pessoas aventureiras que chegam perto, mas isso não impede que muitos vão para satisfazer sua curiosidade.8910

4. Mina de Fosfato Lopatinsky, na região de Moscou.

A 90 km de Moscou se encontra essa mina abandonada esta mina que é um dos maiores depósitos de fosfato na Europa. A mina começou a ser explorada na década de trinta, e foi abandonado na década de 90, deixando para trás uma série de guindastes gigantes e outras máquinas pesadas. Hoje é um lugar de peregrinação turística, não só para se ver toneladas de maquinaria enferrujada, mas pela estranha paisagem resultante da atividade de mineração.111213

5. Estação para o estudo da ionosfera em Zmiev.

Na região de ucraniana Kharkov ficava este importante centro científico, onde hoje restam apenas estas gigantes estruturas de ferro enferrujado. Na era soviética Kharkov foi um importante centro científico, mas com o fim da URSS o desmantelamento da ciência foi uma realidade. O novo Estado ucraniano não viu utilidade neste centro e fechou-o. Hoje ainda há um campo de antenas abandonado, onde os turistas vão para tirar fotos.1415161718

6. Cidade Petrolífera no Azerbaijão.

A 42 quilômetros a leste da costa, foi construído em 1949, uma plataforma de petróleo. Em 1960 se começou a construir casas, pousadas, lojas, etc. A cidade onde 2.000 pessoas viviam foi construída no meio do mar. Inicialmente, um navio petroleiro transportava o petróleo para a costa, até que, em 1981, um oleoduto foi construído. Ali havia uma vida relativamente normal. Mais tarde, decidiu-se criar instalações completamente novas, mas o volume de trabalho na plataforma estava caindo. Hoje o lugar dá uma sensação de abandono, ainda que continue abrigando pessoas.

7. Acelerador de partículas abandonado em Protvino.

Não muito longe de Moscou, na cidade de Protvino, decidiu-se nos anos 80 construir um acelerador de partículas. Com a desintegração da URSS, a ciência foi outra de suas vítimas e a construção do acelerador foi abandonada.
19 20 21 22 23