Conheça a lenda do Monastério Spaso-Kamenny, localizado numa pequena ilha

O Monastério Spaso-Kamenny está localizado em uma pequena ilha no meio do Lago Kubensky, em Ust-Kubinsky distrito de Vologda Oblast, cerca de 500 quilômetros ao norte de Moscou. Distingue-se como o primeiro monastério de pedra do norte da Rússia.

A Ilha Kamenny é muito pequena, medindo apenas 120 por 70 metros, e o lago em que está situada é conhecido pelas tempestades frequentes. Quando o mosteiro foi construído, os monges reforçaram a ilha através da criação de uma muralha em torno do perímetro da ilha, a fim de evitar a erosão. Foi a partir daí que o monastério ganhou seu nome: Spaso-Kamenny significa literalmente “Salvador na pedra”, em homenagem ao templo principal da Transfiguração de Nosso Salvador.img_ (1)

Diz a lenda que em 1269, o duque Gleb Vasilkovich, Príncipe de Belozersk, foi pego em uma tempestade severa e foi lançado à praia nesta ilha onde encontrou uma pequena comunidade de eremitas que vivem lá. Quando soube que os eremitas não podiam dar ao luxo de ter uma igreja, ele ordenou a construção de uma catedral de madeira. Mas não foi até duzentos anos depois que uma catedral de pedra de quatro pilares foi erguida na ilha. Até o século 16, o monastério permaneceu desconhecido. Ele foi lembrado em Moscou principalmente como um lugar de exílio onde o famoso, Ivan Neronov foi deportado.

Em 1774, um dos exilados tocou fogo no monastério, e os monges foram transferidos por 26 anos para a Prisão Vologda. Quando finalmente voltaram para a ilha em 1801, a catedral foi restaurada com cinco cúpulas em vez de uma. Os únicos edifícios pós-medievais na ilha eram uma pousada e dois faróis, construídos para as necessidades do mosteiro na década de 1870.

Em 1925, o governo soviético fechou o monastério e a ilha mais uma vez tornou-se uma colônia. Em 1937, a colônia desapareceu e a está abandonada desde então.img_ (2) img_ (3) img_ (4) img_ (5) img_ (6)