Chega de pesadelos! Aprenda o truque para controlar seus sonhos

Um sonho lúcido é quando você sabe que está sonhando e pode controlar conscientemente eventos que vão acontecendo: como ser o diretor e a estrela de seu próprio filme de Hollywood.

Pensa-se que aproximadamente 20% das pessoas conseguem ter esse tipo de sonho regularmente (pelo menos uma vez por mês).

Para o resto de nós, um novo estudo publicado na revista Dreaming indica um modo bem simples de aumentar as chances de termos sonhos lúcidos – basta começar a fazer o uso mais frequente da função soneca no seu despertador.

Bethan Smith e Mark Blagrove, da Universidade de Swansea, estudaram 84 pessoas que participam de vários grupos no Facebook e fóruns dedicados aos sonhos lúcidos. Haviam 44 mulheres e 39 homens, com idades entre 18 a 75 anos.

Baseando-se na seguinte definição de sonhos lúcidos como “acontecendo quando um indivíduo fica consciente de que está sonhando e, mantendo-se no sono, consegue controlar eventos do sonho,” 23 participantes alegaram nunca ter tido um sonho lúcido. Os outros deram uma indicação de quantas vezes tinham sonhos lúcidos em uma escala de 7 pontos a partir de 1 (menos de uma vez por ano) a 7 (4-7 noites por semana). Para se ter uma ideia da variação de respostas, 12 participantes disseram que tinham menos de um sonho lúcido por ano, enquanto 5 participantes disseram ter entre 4 e 7 por semana.

Uma das principais conclusões da pesquisa foi uma ligação entre a frequência dos sonhos lúcidos e a frequência que os participantes disseram que costumam apertar o botão de soneca no seu despertador todas as manhãs. Colocando este achado de forma um pouco diferente, as pessoas que relataram o uso da função soneca tiveram sonhos mais lúcidos do que as pessoas que não usavam a função.

Contudo, para verificar se a função soneca do despertador realmente causa mais sonhos lúcidos, precisamos de um experimento que aloca aleatoriamente algumas pessoas para começarem a usar a função de soneca e então poderíamos ver se elas começam a ter sonhos lúcidos em comparação com um grupo de controle, o que não foi feito ainda.

Enquanto precaução é a palavra por hora, os cientistas explicam que isso faz sentido teórico. Quando o sono das pessoas é interrompido, como pelo alarme do despertador, é mais provável que elas vão direto de volta para um sono leve REM quando dormem novamente, que é quando ocorrem os sonhos lúcidos.