Você sabe o que é Deep Web? A bizarra e assustadora parte “escondida” da internet



A Internet está cheia de sites como o Facebook, Google, e Instagram, mas eles são apenas a superfície. Há um outro mundo lá fora: a Deep Web.

É um lugar onde a informação on-line está protegida por senhas, presas atrás de paywalls, ou requerem softwares especiais para acesso – e é enorme. Segundo algumas estimativas, é 500 vezes maior do que a Web que a maioria das pessoas usa a cada dia. No entanto, está quase completamente fora de vista.

Grande parte do material não-indexado da Deep Web encontra-se em bancos de dados mundanos como o LexisNexis ou envolvem rolos do Escritório de Patentes dos Estados Unidos. Mas como uma boneca russa Matryoshka, a Deep Web contém um mundo ainda mais escondido, uma comunidade menor, mas significativa, onde os atores maliciosos se unem em um propósito comum para o mal. Bem-vindo a Deep Web, um vasto subterrâneo digital onde hackers, gangsters, terroristas e pedófilos agem livremete. O que se segue é apenas uma amostragem superficial dos serviços disponíveis a partir de dentro dos recessos mais sombrios da Internet – o lado mais perverso da humanidade.

1. Drogas

Drogas ilícitas de todos os tipos individuais ou em lote estão disponíveis no underground digital. A Rota da Seda, uma superloja de drogas, atualmente fechada, fez 200 milhões de dólares em 28 meses.

2. Falsificação de dinheiro

Dinheiro falsificado varia muito em qualidade e custo, mas euros, libras e ienes estão todos disponíveis. Com seiscentos dólares, você recebe 2.500 dólares em notas falsificadas, que prometem passar em testes típicos e de ultravioleta.

3. Documentos forjados

Passaportes, carteiras de motorista, documentos de identidade, diplomas universitários, documentos de imigração, e até mesmo cartões de identificação diplomáticos estão disponíveis em mercados ilícitos. Uma carteira de motorista dos EUA custa cerca de US$ 200, enquanto os passaportes dos EUA ou Reino Unido são vendidos por alguns milhares de dólares.

4. Armas de fogo, munições e explosivos

Armas como pistolas e explosivos C4 são muito procurados na Deep Web. Vendedores enviam seus produtos em embalagens especialmente protegidas para evitar raios-x.

5. Assassinos de aluguel

Outra prática assustadoramente absurda são os assassinos de aluguel, que aceitam bitcoins como forma de pagamento. Pessoas disponibilizam seus serviços e cobram de acordo com a dificuldade e popularidade da vítima escolhida.

6. Órgãos humanos

Nos cantos mais escuros da Deep Web está um mercado negro vibrante e horrível. Rins podem ser vendidos por US$ 200.000, corações por US$ 120.000, fígados por US$ 150.000, e um par de olhos por US$ 1.500.

7. Filmes Snuff

Na deep web existem sites e fóruns especializados em filmes snuff. São filmagens reais onde mostram pessoas sendo mortas. Alguns fóruns só aceitam um cadastro novo, se o usuário mandar um vídeo dele matando alguém. É o caso dos Dois Maníacos da Ucrânia(Dnepropetrovsk maniacs), eles faziam vídeo matando pessoas e vendiam na Deep Web.

8. Pedofilia

Existe uma parte da Deep Web onde é comercializado vídeos, arquivos de pedofilia e até mesmo crianças. Por sorte existem hackers que passam seus dias caçando e entregando à polícia as pessoas doentes por trás desses sites.

9. Artigos

Tudo que você procurar na Deep Web, consequentemente você vai achar. Vai depender do que você está interessado em procurar. A Deep Web não é feita apenas de coisas ruins, ela está repleta de artigos científicos, livros, trabalhos e estudos que podem auxiliar as pessoas de uma forma positiva. Estes documentos dificilmente seriam encontrados na Surface Web.

 

Coisas que fazem os crimes on-line funcionarem:

1. Moeda criptografada

O dinheiro digital, como o bitcoin e o dogecoin, e o sistema de pagamento Liberty Reserve, fornecem um sistema conveniente para os usuários gastarem dinheiro on-line, mantendo suas identidades do mundo real escondidas.

2. Serviços de hospedagem à prova de balas

Alguns serviços de hospedagem em lugares como a Rússia ou Ucrânia acolhem todo o conteúdo, e não fazem nenhuma tentativa para descobrir as verdadeiras identidades de seus clientes, aceitam pagamentos anônimos em bitcoins, e rotineiramente ignoram os pedidos de intimação de aplicação da lei.

3. Cloud Computing

Ao hospedar seu malware criminoso com empresas de renome, os hackers estão muito menos propensos a ter o seu tráfego bloqueado por sistemas de segurança. Um estudo recente sugere que 16% dos canais de distribuição de malware e ataques cibernéticos do mundo se originam no cloud da Amazon.

4. Crimeware

Criminosos menos qualificados podem comprar todas as ferramentas de que precisam para identificar vulnerabilidades do sistema, cometer roubo de identidade, comprometer servidores, e roubar dados.

5. Hackers para aluguel

Sindicatos de cibercrime organizaram sistemas de terceirização de hackers. O Grupo Lynx, da China, possui até 100 ciberladrões profissionais, alguns dos quais são conhecidos por terem penetrado nos sistemas do Google e Adobe.

Há várias formas de entrar na Deep Web. Entre as mais simples estão software anônimos que podem ser baixados pela Internet normal. Alguns sites comuns explicam detalhadamente como entrar no mundo da Deep Web.


arquivos da deep webbitcoindeep webfotos da deep webo que é deep webo que tem na deep websurface web