Espécie de tigre considerada extinta é vista pela primeira vez na natureza



Conservacionistas encontraram, pela primeira vez, um tigre-de-Amur caminhando com sua família ao longo de uma trilha de neve nas florestas do Extremo Oriente da Rússia.

De acordo com a Wildlife Conservation Society, existem menos de 500 desses tigres vivendo na natureza. Esses animais, ameaçados de extinção, vivem em território remoto e montanhoso, o que faz com que seja difícil ver os tigres e monitorar seu comportamento natural. Assim, os pesquisadores remotamente ativam câmeras escondidas para capturar imagens que mostrem como os tigres caçam, brincam e se movem por meio do vasto território de Sikhote-Alin (reserva biológica da Rúsia) e do Udegeiskaya Legenda National Park (duas unidades de conservação adjacentes).

As novas fotos da Wildlife Conservation Society mostram uma família de cinco tigres-de-Amur caminhando na neve, alinhados do maior para o menor. Embora o comportamento tenha sido visto em tigres de Bengala, muitas vezes, esta é a primeira evidência de tigres-de-Amur do sexo masculino em um ambiente familiar, em vez de solitários, disseram os pesquisadores.

“Reunimos centenas de foto de tigres ao longo dos anos, mas esta é a primeira vez que se registrou uma família unida”, disse Svetlana Soutyrina, vice-diretora de programas científicos na reserva de Sikhote-Alin. “Estas imagens confirmam que os tigres siberianos machos participam da vida em família, pelo menos ocasionalmente, e nós tivemos a sorte de capturar um momento como esse”.

As 21 fotos mostram a família andando na frente de uma câmera durante 2 minutos.

“Essas fotos fornecem pequenos exemplos de interações sociais entre os tigres-de-Amur, além de mostrar um pouco da vida na natureza destes magníficos animais”, disse Dale Miquelle, diretor da Sociedade de Conversavação da Vida Selvagem da Rússia.

A câmera fazia parte de uma rede de câmeras instaladas ao longo da Reserva de Sikhote-Alin e Udegeiskaya.
2


espécie extintatigres-de-amur