Computador faz réplica perfeita de artista histórico



Nascido em 15 de julho de 1606, Rembrandt van Rijn ainda é considerado um dos maiores nomes da arte, responsável por obras sensacionais, como São Paulo, A Volta do Filho Pródigo, O Rico Insensato, Cristo na Tempestade do Mar da Galileia, A Lição de Anatomia do Dr. Tulp e A Descida da Cruz.

De todas suas obras, entretanto, a mais conhecida – e considerada um verdadeiro tesouro nacional pelos holandeses – é A Ronda Noturna. O quadro, um óleo sobre tela, retrata a milícia do capitão Frans Banning Cocq no momento em que o grupo está prestes a marchar ao alferes Willem van Ruytenburch. 2

Diante da genialidade de um artista, a gente se pergunta: seria possível criar uma obra que poderia ser atribuída a Rembrandt, mas criada por um computador?

A questão foi o ponto de partida para The Next Rembrandt, projeto resultante do trabalho de 18 meses de um grupo de historiadores da arte, desenvolvedores de softwares, cinetistas, engenheiros e analistas de informação.

Ao longo deste projeto, foram analisados todos os trabalhos conhecidos de Rembrandt – foram mais de 300 pinturas, usando scanners 3D de alta resolução para capturar todos os detalhes e criar um algoritmo que poderia eventualmente ser capaz de recriar seu estilo. Toda a informação serviu para alimentar uma impressora 3D, que recriou o estilo do artista usando 13 camadas de tinta com base UV.1

O resultado foi uma pintura inédita, por assim dizer, um retrato de um homem do século 17 que se parece exatamente como tendo saído do estúdio de Rembrandt. A pintura consiste em 148 milhões de pixels, baseados em mais de 160 mil fragmentos de trabalhos do artista.

 

Veja o resultado:

 

 


computador recria obra de arteRembrandtréplica perfeita