4 curiosidades interessantes sobre o casamento



O matrimônio é um momento muito importante e esperado por muitas pessoas ao longo de suas vidas. Confira nessa lista quatro curiosidades que você talvez ainda não saiba sobre o casamento.

1 – De acordo com o Código Civil, você não pode brincar de dizer “não” na hora de aceitar seu cônjuge

Se você é brincalhão e está pensando em dar um susto na pessoa amada e em todos presentes no casamento na hora de responder a famosa pergunta do padre, pense bem. De acordo com o Art. 1538 da lei 10406/2 do Código Civil, a celebração do casamento deverá ser interrompida e suspensa se alguma das partes recusar a solene afirmação ou declarar que a celebração não é de livre e espontânea vontade. Ou seja, dizendo “não”, você estará suspendendo seu casamento, e terá que se retratar para poder realizá-lo novamente.

2 – Qual o motivo para utilizar a aliança do no quarto dedo?

Claro que responder essa pergunta não é muito fácil, já que existem inúmeras teorias e culturas diferentes ao redor do mundo. No entanto, uma das explicação/teoria muito famosa e difundida internacionalmente é a da ‘vena amoris’ (ou veia do amor). A teoria conta que os culturas já muito antigas acreditavam que havia uma veia que se estendia do dedo que hoje conhecemos como anelar até o coração. A teoria foi adotada pelos gregos e posteriormente difundida por todo o mundo, mas a verdade é que ela não faz muito sentido, já que hoje sabemos que todos os nossos dedos possuem veias como essa.

3 – Você conhece a poliandria?

Apesar de muitos conhecerem a poligamia, a maioria das pessoas acredita que em comunidades que a pratiquem são apenas os homens que se casam com várias mulheres. No entanto, algumas culturas mais antigas permitiam e praticavam a poliandria, onde uma mulher possuía vários maridos. A Igreja proibiu completamente essa prática, e queimou diversos documentos e livros da época que abordavam o assunto, mas acredita-se que a poliandria tenha sido praticada inclusive por algumas tribos indígenas do Brasil. Além disso, um historiador estadunidense chamado Edward McNall Burns constatou certa vez que a prática era comum antigamente em comunidades extremamente pobres, onde apenas um homem não conseguia sustentar uma mulher.

4 – Adultério como crime

Alguns países do oriente costumam considerar o adultério como crime, passível inclusive de pena de morte em alguns casos – isso acontece no Irã, por exemplo. No entanto, a traição no casamento foi crime previsto em lei no Brasil até 2005, quando a lei foi revogada.


casamentocuriosidades sobre o casamento